Dicas para o desenvolvimento da sensibilidade masculina – Lição I

Dicas para o desenvolvimento da sensibilidade masculina – Lição 1

***

KKKKKKKKKK, já começo rindo. Coisinha mais didática essa minha. Sou didática, minha gente. Tenho a crença de que a minha contribuição para um mundo melhor passa pela “reforma pessoal”, parafraseando o Quintana: “…livros não mudam o mundo, mudam as pessoas. Pessoas mudam o mundo…” Eu só substituiria, nesse momento, a primeira oração: aprender não muda o mundo…

Entendeu? Quando aprendemos, podemos nos melhorar e a conseqüência da nossa melhora é refletida no que construímos ao nosso redor…  Ok, ok, deixemos de filosofar. Vamos à aula! rs

Dirijo-me particularmente ao público masculino. Homens, eis aqui meu auxílio para a diminuição da queixa da mulherada, hein. Façam bom uso e elimine sua dor de cabeça…rs

Mulheres: se é importante para você um cara que te respeite e te valorize, identificar essas atitudes farão você fugir de frias. Façam bom uso e elimine sua dor de cabeça…rs

Atitudes práticas que revelam a sensibilidade masculina

(fonte de pesquisa: http://www.orkut.com.br/Main#CommMsgs.aspx?cmm=1472724&tid=2448944020220283515&start=1)

1. Olho no olho – parece bobagem, mas você já conversou com quem não sabe ouvir? A pessoa não foca o olhar em você, não lhe oferece, na atenção disposta, a expressão do seu valor. Eu já. O “educado ser” ainda teve a pachorra de declarar: “Desculpa, eu estava prestando atenção no que o cara da mesa de traz tinha falado”. Bemmmmmm legal, palmas para o insensível! Como se não bastasse, esse é do tipo agravado pela máxima “nunca tem tempo“.

2. nunca tem tempo – pessoas sensíveis são antenadas em pessoas. Observam, percebem e se dispõem. Se a prioridade do cara é manter-se na ilusão-escravista de que pra ele o que vale é fazer 7.232 coisas e não priorizar aquelas que são de fato permanentes, cuidado! Você pode estar diante de um alto grau de insensibilidade. O sujeito “robotizado” pelo fazer, fazer, fazer. Em geral esses tipos acreditam que seu valor próprio é medido pelo que TEM e não pelo que SÃO. Consequentemente, para TER eles fazem, fazem, fazem. Em geral esquecessem de SER. O antagônico é que esses tipos, talvez por exibirem seus feitos de consumo (como carrões – que apesar de não serem quitados, e estarem com duas parcelas atrasadas, estão ali; seu cargo – que algumas vezes é só título, pois não refletem o que se imagina ser o salário do cara, etc), costumam atrair a maioria da mulherada. Vá com cautela, minha filha ou faça a escolha do que é prioridade para você, mas depois não reclame com o cara dizendo: “Seu insensível”.

3. “UM HOMEM SENSIVEL ENXERGA DETALHES” (Thiago) – Você já flertou com algum cara que te paparicou um monte e quando você se apaixonou e se declarou ele simplesmente lhe respondeu (por e-mail, claro): “…continuo lhe vendo como sempre lhe vi: como a amiga que…” blá, blá, blá. Cá entre nós, pessoas, você acha mesmo que um cara não percebe que está te conquistando? E como isso é comum! Não sei se é uma fraqueza, uma patologia, ou um desvio moral ou de caráter, ou sei lá. Então perguntei para um colega meu (rapaz confiável o sujeito) que me respondeu assim: “Em geral os homens têm necessidade de conquistar. A conquista é algo que atrai muito, mas, algumas vezes, depois que você conquistou – já aconteceu comigo – parece que perde a graça.” Bingo, minha gente! É sensível usar o outro para sua ganância e depois simplesmente dizer: “Ah, não quero mais brincar?” Responda você mesmo(a).

Como proceder, então, você homem deve estar se perguntando, já que a mulherada não dá mole: enchem seu orkut de scraps, mandam msm com palavrinhas charmosas, ligam pra fazer algum programinha na sua casa, etc e tal (esse mesmo meu colega confidenciou-me baixinho: já teve dias de eu ter 03 mulheres na minha casa no mesmo dia. Imagina! trêssssssss, disse ele meio confidente, meio indignado, meio sei lá o que…). Seja homem, oras. Como esse meu colega, seja sincero (que aliás é outra característica de sensibilidade) e deixe claro suas intenções. Está cheio de mulheres por ai que querem apenas uma diversãozinha, como tem aquelas que querem algo mais sério. Ser sensível é perceber isso e sinalizar de forma gentil e clara quais são as suas intenções. Se você está na fase (ou é mesmo de nascença um) “cachorro”, busque as cachorras e poupe as boas moças de família. Afinal, sensibilidade é SER atento com as expectativas alheias. Portanto,

4. não crie expectativas as quais não pretende suprir: a guria não é o seu número, mas está caidinha na sua? Ela está caidinha, mas você AINDA não sabe se ela é seu número (tem cara que precisa de tempo pra se perceber, tudo bem, é lento mesmo…rs)? Então não fique dizendo palavras bacaninhas no ouvido dela, oh Lobo-mal! Muito menos mande presentinhos com flores e lacinhos coloridos – mesmo em datas especiais. SEJA SEMPRE SINCERO, oh ser vil. E, assim, garantirá a imortalidade da sua fama de sensível. Se está em dúvida é gentil dizer: “Olha, parece que a nossa amizade está ficando bem próxima, né? Não sei o que você pensa, mas eu considero digno te alertar – até para preservar você, pra nos protegermos, já que te considero – que estou me preservando de me envolver com qualquer mulher nesse momento, ok? Pode ser que não tenha nada a ver, já que somos amigos, mas eu quis lhe dizer isso para que não criemos – tanto eu quanto você – qualquer expectativa errada. Você me entende?”

Pronto, Zecão! Assim, se você é um sacana, poderá ficar com a mulherada sacana que nem se importarão se você ligar ou não no dia seguinte, conserva a amizade de uma mulher legal e ainda garante o seu futuro (vai que um dia você decide que bancar de touro cansa e a necessidade daquele “porto seguro” te acomete? Tem a amiga lá que, quem sabe, vai saber…)

MAS ATENÇÃO: respeito sempre, e se você não tem PERFIL para isso, não se cobre. O importante é você SE conhecer, conhecer seus limites, gostos, apreciações, fraquezas e sucessos. SER SENSíVEl também tem a ver com o jeito que VOCÊ SE trata e se vê. Se quiser começar… eis aqui o meu apoio 😉

Anúncios