Crise?!

Como vocês sabem, eu não entendo muito sobre muita coisa, mas tento… E mais que isso, percebo alguns fatos que me ocorrem ao redor… Economia, por exemplo…

Ultimamente tenho sido bombardeada por fatos alarmantes de que o mundo capitalista está em crise. De fato, nessas horas me vejo (que meu pai não leia isso…rs) um tanto hippie. Entenda: consumir é bom, supre algumas carências imediatas. No entanto, o consumo exagerado produz o quê? Uma selvageria, né minha gente? Não?! Uma futilidade? Bom, seja o que for…

Seres humanos são limitados, o Planeta é limitado, nossos recursos são limitados. Obviamente, chegará um momento que não haverá mais ser humana no planeta pra comprar carros, minha gente! (Será que é por isso que desejam tanto encontrar aliens????)  Nem carros, nem celulares, nem qualquer outro produto que tentem nos enfiar goela à baixo. É disso que o capitalismo vive: de conquistar novos mercados, num é? Se é assim, por que a gente não começa a produzir biclicletas, patins flutuantes, ou qualquer outra forma de consumo que permita continuarmos vivendo no planeta e conscientes de que mercados se esgotam e assumirmos de vez que não cabem mais carros nas ruas das cidades?

Agora você já reparou que os USA são absurdamente SOCIALISTAS??? Eles socializaram a crise deles!!!! E eu devo ter alguma coisa a ver com isso… Só num sei bem ainda… E fico um tanto confusa, porque  no jornal de hoje vi que uma empresa alemã, com fábricas em vários lugares do mundo, está montando uma unidade em Piraquara (PR)!!!!!! Irá produzir estofamentos para a indústria automobilistica. Cadê a crise????????????

Afe… em crise deve estar a gente quando fica atordoado com tantas vozes…. Quanto a mim, bem, com ou sem crise, vivo cada dia como se fosse o último, e cada momento como sendo único. Cabeça nas nuvens, mas os pés no chão. E grata, muito grata, pelas pessoas que amo e que me amam, pelos sorrisos nos rostos dos meus alunos, pela esperança de que as gerações futuras (ainda) poderão ser melhores que nós… Vale a pena acreditar no Homem, Lady MAcbeth?!

Com amor sempre,

Anúncios